A falta de limpeza em impressoras pode prejudicar a qualidade do seu material e a vida útil de sua impressora.

Você sabia que para manter o padrão de qualidade em uma impressora sempre alto, são necessários alguns cuidados especiais? Para impressões sem falhas e em alta qualidade, o usuário deve atentar-se para alguns sinais que o seu equipamento pode apresentar, pois alguns deles podem sinalizar que talvez já esteja na hora da sua impressora passar por um processo de limpeza.

Pensando em ajudar e facilitar o entendimento em relação a esse processo, separamos os principais cuidados e informações necessárias para você realizar uma limpeza eficiente e que ajude a garantir os melhores resultados em seus trabalhos.

Qual a importância em aplicar uma rotina de limpeza em seu equipamento? 

Se você trabalha no mercado de comunicação visual, sabe que uma impressora é um item indispensável para a realização de grandes projetos, e que para garantir uma execução impecável, o equipamento deve estar com as manutenções sempre em dia. Nesse contexto, temos a limpeza preventiva, que nada mais é do que um processo de manutenção recorrente que visa aumentar a qualidade e prolongar a vida útil de seu equipamento.

A limpeza interna é necessária pois são diversos os fatores que podem prejudicar o rendimento de sua impressora. Como por exemplo, a compra de tintas de baixa qualidade e sem procedência pode ocasionar em entupimentos nos canos internos, ocasionando até mesmo na perda total do equipamento.

A falta dessa limpeza, também pode prejudicar a performance de sua impressora pois falhas e borrões podem começar a aparecer com maior frequência. Caso um erro passe despercebido e chegue até o seu cliente, isso pode causar insatisfação e aumentar o retrabalho e gastos com materiais. Esses casos exemplificam a importância do monitoramento nos canos internos e de como o processo de limpeza é essencial para a saúde e a vida útil do seu equipamento.

Limpeza em impressoras: material sendo impresso

A limpeza em impressoras prolonga a vida útil do equipamento e garante um melhor resultado nos trabalhos de impressão, e é considerado um processo de manutenção preventiva.

Com qual frequência é necessário realizar a limpeza?

É recomendado que o procedimento de limpeza em impressoras aconteça em uma média de 6 em 6 meses, podendo ser antecipado caso falhas, papeis enroscados e barulhos incomuns comecem a aparecer com maior frequência. Segundo Mauricio Schorsch, coordenador dos cursos de TI do Senac Consolação, cerca de 90% dos problemas que surgem em impressoras, são causados pelo acúmulo de sujeiras e restos de tintas nas engrenagens do equipamento. “A sujeira dificulta, por exemplo, a passagem do carro de impressão — que armazena os cartuchos. Além disso, pode comprometer o óleo que lubrifica as engrenagens, o que acarreta problemas em outras peças internas e barulho exagerado na hora da impressão”.

Por isso, antes de julgar que as falhas possam ser provenientes de algum problema técnico e enviar o aparelho para uma assistência técnica, vale consultar se essas falhas não são provenientes da falta de manutenção e limpeza na parte interna do equipamento.

Como começar o processo de limpeza?

O processo funciona em algumas etapas, divididas em limpeza, lubrificação e regulagem.

A parte da limpeza, deve ser realizada com muita atenção e cuidado por quem realizar o procedimento. Por ser um trabalho delicado, existe o risco de danificar peças internas do aparelho. Nesse passo devemos retirar e separar as peças separadamente e cuidadosamente retirar sujeiras e excessos dos tubos, sendo aconselhável o uso de cotonetes e panos secos. Caso o usuário não tenha experiência com o processo, é aconselhável a contratação de um serviço especializado para a realização do serviço, pois o manuseio incorreto pode danificar permanentemente as peças do equipamento.

Para a lubrificação, deve ser utilizado um produto especifico para cada peça. Existem soluções voltadas para tipos específicos de equipamento e que fazem limpezas profundas sem prejudicar ou danificar o equipamento.

Como último passo, é necessário calibrar e regular as peças internas da impressora, através de testes de impressões até que o seja atingido o resultado ideal.

Impressoras mais modernas, possuem um sistema próprio de limpeza automática, mas ainda assim é necessário um acompanhamento manual para verificar se a parte interna da mesma encontra-se em bom estado.

A limpeza em impressoras digitais é um processo essencial para a conservação de impressoras e deve ser realizada periodicamente para assegurar a vida útil e a alta qualidade na impressão de imagens.

Para continuar conservando o seu equipamento e a qualidade dos seus trabalhos, criamos um artigo sobre como a utilização de tintas de baixa procedência pode comprometer e causar transtornos para as suas máquinas de impressão.